O que é frete internacional?

Posted by
Maxton Logística

O frete internacional (ou transporte internacional) é o deslocamento entre dois países regido por um contrato internacionalmente aceito entre as partes contratantes.

Trata-se de um conjunto de regras e padrões internacionais que explicita as responsabilidades do comprador e do vendedor no processo de exportação e importação, como quem é responsável pelo frete, quem deve arcar com o seguro, entre outros fatores.

Como escolher o frete internacional ideal para cada tipo de encomenda vinda do exterior?

Para a escolha da modalidade adequada para o frete internacional, alguns fatores devem ser analisados, tais como:
• pontos de embarque e desembarque,
• urgência na entrega,
• peso da carga,
• disponibilidade,
• custo do serviço
• e frequência.
Uma questão muito importante quando falamos de compras internacionais online, saber escolher o frete certo para cada tipo de encomenda é essencial para a segurança e economia de suas compras internacionais.

Com tantas informações imprecisas na web a respeito de frete internacional, muita gente se confunde e comete erros na hora de escolher o método de envio para seus volumes/pacotes internacionais. Erros que causam prejuízos e dores de cabeça.

Você vai aprender técnicas que muitos importadores, exportadores e profissionais utilizam, na hora de escolher o frete internacional ideal para cada tipo de encomenda vinda do exterior.

Por onde começar?

Você pode optar por contratar o frete internacional através de uma empresa redirecionada ou diretamente em uma empresa de agenciamento internacional, mas leve sempre em consideração o valor do produto e a urgência na entrega da compra importada / exportada.

Você deve estar se perguntando: Devo fracionar minhas remessas para fugir da taxação? Ou seja, enviar pacotes pequenos para não serem notados pelos fiscais da Receita Federal.  Essa técnica não funciona mais, pois a RFB está a cada dia se modernizando e taxando praticamente tudo que esteja fora das regras de isenções dos tributos de importação.
Como funciona o frete internacional?

Para entender melhor como funciona, o fluxograma a seguir demonstra detalhadamente o fluxo logístico de uma exportação / importação para entendimento dos custos inseridos no frete internacional:

A figura acima demonstra o passo-a-passo para a exportação de uma mercadoria, sendo a atividade logística iniciada na fábrica ou armazém de distribuição da empresa exportadora. A partir da venda as operações logísticas começa com o transporte interno, que pode acontecer através dos modais:

• aéreo,
• rodoviário,
• ferroviário,
• aquaviário
• ou dutoviário, também conhecido como transporte interno.

Esse translado é efetuado até uma alfândega, onde serão realizadas todas as etapas do processo de desembaraço aduaneiro para a exportação.

Terminais de armazenagem em zona primária e secundária
Ao término do trâmite do desembaraço, a mercadoria é encaminhada para um terminal de recinto alfandegário portuário de zona primária, onde embarcará para o país de destino, aplicável para os modais aéreo e aquaviário “na condição marítima”, caso o modal internacional seja o rodoviário, dutoviário ou ferroviário a mercadoria seguirá da zona secundária alfandegada diretamente ao país de destino.

Transporte interno

Nesse momento acontece o transporte (frete internacional), de acordo com a escolha do modal disponível, mais recomendável para mercadoria e escolha do exportador ou importador. Ao chegar ao país, o bem é recepcionado em um terminal de recinto alfandegário e encaminhado para a alfândega de escolha do comprador para que seja feita a nacionalização, após essa etapa, se tem o transporte interno que levará a mercadoria até o local de destino.

Tarifas alfandegárias

No local de origem a empresa possui os gastos com embalagem, acondicionamento, expedição. Entre o local de origem até a alfândega existe o gasto com um frete interno, esse transporte pode ser efetuado por diversos modais, os mais comuns são o rodoviário, ferroviário e em alguns casos o dutoviário, o aeroviário não é muito utilizado para pequenas distâncias devido a seu alto valor.

Na alfândega os gastos são com impostos e prestadores de serviços e armazenagem. No momento em que a mercadoria é encaminhada ao terminal aeroportuário / portuário são pagas algumas tarifas, tais como armazenagem, capatazia e taxas aeroportuárias / portuárias.
Na ilustração abaixo, demonstramos a relação entre a atividade logística e os custos logísticos envolvidos em qualquer operação:

Você precisa entender e compreender os papeis desempenhados pelos diferentes prestadores de serviços que participam desta cadeia produtiva, sendo eles figuras importantes para suas operações de logística internacional:

• despachante aduaneiro,
• armador,
• agentes de carga,
• terminais de armazenagem em zona primária e secundária,
• alfândega,
• companhias áreas e marítimas,
• transportadoras.
Você precisa obter conhecimento da legislação que será responsável pela incidência dos impostos nas operações internacionais.

Mas aqui está a grande questão:

16
• Identificar os diferentes tipos de carga e prepará-las para o embarque (adequação de embalagens);
• distinguir as responsabilidades e os riscos logísticos entre vendedor e importador através dos Incoterms®;
• e estruturar sistema de controle de custos da cadeia logística internacional,

são atividades primordiais para que o produto chegue com integridade ao seu destino, ao menor custo, garantindo a competitividade da empresa e sua participação no mercado internacional.

 

Fonte: cargonews

Loading…

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *