Como funciona a logística reversa de embalagens?

Posted by
Armazenagem, Embalagens, Tecnologia

Seja do ponto de vista do consumidor, das empresas ou até mesmo da logística, não se pode negar a importância das embalagens para o comércio. Mas em tempos em que a preocupação com a sustentabilidade se faz cada vez mais necessária para a humanidade, cabe a todas as partes a preocupação quanto ao fim que essas embalagens terão no meio ambiente. E é neste processo que a logística reversa faz toda a diferença.

Como funciona?

Sabe quando você compra refrigerantes ou cervejas das quais é possível retornar a garrafa? Este é um exemplo básico de como funciona a logística reversa de embalagens. O produto chega ao consumidor, e posteriormente sua embalagem retorna à indústria para ser reutilizada e então retornar novamente ao consumidor final. Visto que nem todos os tipos de embalagens são viáveis para este processo, atualmente grande parte de empresas buscam reciclar as embalagens descartadas, como latas de alumínio e caixas de papelão, para então reutilizá-las como matéria-prima.

Sendo assim, a logística reversa pode se resumir no fluxo reverso da cadeia de suprimento, o que envolve três processos principais:

  • Cliente final: pessoas físicas e atacadistas são as principais fontes de embalagens pós-consumo. Eles devem ser os principais alvos em campanhas de coleta seletiva, seja organizada pelo governo, pela população ou pela própria empresa, a fim de recolher as embalagens.
  • Centro de distribuição: principal laço entre cliente e indústria, é nos armazéns que será possível utilizar sistemas específicos de logística para organizar o processo. Como é o caso do sistema WMS e do TMS, que auxiliam no controle, transporte e distribuição das embalagens.
  • Indústria: finalmente a empresa poderá reutilizar a embalagem como matéria-prima, reduzindo custos de produção e diminuindo o impacto ao meio ambiente.

Se interessou pela logística reversa e gostaria de implementá-la em sua empresa? Faça uma consultoria conosco.

 

Fonte:https://www.bplog.com.br/

 

O “STOCK OUT” e suas consequências devastadoras

Loading…

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *