A armazenagem como vantagem competitiva na carga fracionada

Posted by
Armazenagem

Armazenagem e distribuição são tão importantes para um embarcador (indústria, atacadista) quanto os rins são para o corpo humano. Pode não ser o coração da empresa, órgão mais importante do nosso corpo, porém sem estas áreas funcionando adequadamente, a empresa pode morrer no médio e longo prazo.E talvez você possa se perguntar neste momento:

– Ok , mas o que isso tem a ver com a carga fracionada, tema desta série de artigos?
A verdade é que ambos os temas, armazenagem e carga fracionada, têm tudo a ver um com o outro. Claro que é possível fazer o transporte de carga fracionada sem armazenagem, valendo-se simplesmente do cross docking, porém você precisa enxergar além. Se você atua, ou pretende atuar com transporte de cargas fracionadas, saiba que entender exatamente como funciona a armazenagem num embarcador pode ser uma grande vantagem competitiva. Imagine que este seu possível cliente pode ter uma série de problemas atualmente, que vão desde a falta de espaço para estoque de produtos acabados, até a impossibilidade de distribuição em algumas regiões do Brasil.

E é aí que entra uma empresa de transporte rodoviário de cargas fracionadas, com visão estratégica. É aí que entra você ?? Portanto, se você quer dominar a arte de vender fretes de cargas fracionadas, com o foco em realmente resolver o problema do cliente, continue lendo este artigo. Nele vamos falar sobre:

CONCEITO E TIPOS DE ARMAZENAGEM

O tema armazenagem é bastante amplo, e pode acontecer tanto na entrada de matéria-prima na empresa, conhecido como inbound, quanto na parte final, já com o produto acabado na outra ponta, ou seja, outbound. Porém, é praxe de mercado dizer que a parte inicial do processo, ou seja, a guarda de matérias-primas, seja entendida como estocagem. Ou seja, chamamos de estocagem o local onde ficam todos os materiais necessários à fábrica para produzir os produtos acabados.

Uma vez prontos, estes produtos acabados irão para armazenagem, que pode ocorrer num único local, mas normalmente são distribuídos em várias regiões por questões estratégicas. E são estas questões estratégicas do embarcador, do ponto de vista logístico, que mais podem te interessar. Imagine, por exemplo, que uma indústria tem necessidade de pequenos centros de distribuição por várias regiões do país, e que sua empresa poderia ser um destes centros.

Veja alguns exemplos de armazenagem, que podem ocorrer num embarcador:

Seca: materiais e produtos acabados soltos, empilhados em caixas
Paletizada: armazenagem padronizada de produtos acabados
Refrigerada: custos mais altos com infraestrutura
Big bags: contentores de produto a granel, normalmente de 1 tonelada
Silos: armazenagem a granel
Tanque: recipientes para armazenagem de líquidos

Além disso, podem ocorrer vários tipos de armazenagem, dependendo do tipo de demanda dos clientes, tais como:

Permanente ou regular: produtos com ciclo de vida longo, como por exemplo Coca-Cola
Sazonal: produtos que vendem apenas numa época do ano, como por exemplo ovos de páscoa
Irregular: nunca se sabe ao certo a demanda, exemplo disso é o e-commerce
Em declínio: produtos que, com planejamento, vão sendo retirados do mercado
Derivada: com base na previsão de vendas de um produto, é possível determinar a demanda de outro, como exemplo podem ser pneus de um novo carro a ser lançado.

Se você estudar o mercado, vai perceber que a armazenagem está muito mais relacionada ao transporte lotação do que o fracionado. O motivo é bem simples, no lotação (lota o veículo com carga) normalmente o serviço é dedicado a um único cliente, e por isso é mais fácil fazer uma coleta única em um armazém. Mas isso não impede que se trabalhe com carga fracionada e armazenagem, apenas torna o trabalho mais desafiador, e por consequência com maiores chances de rentabilidade.

Por fim, é interessante entender que muitas vezes a armazenagem de um embarcador precisa ser feita por zona, ou seja, distribuída geograficamente, de uma forma que garanta vantagem competitiva em relação à concorrência.

COMO DIMENSIONAR A SUA ARMAZENAGEM

Agora que você entendeu os tipos existentes no mercado, talvez esteja pensando em como poderia atuar, de uma forma que agregasse valor ao seu cliente, não é mesmo? É fundamental que, antes de pensar em dimensionar um espaço de armazenagem para sua empresa de transporte de cargas, você pense primeiro na estratégia que vai adotar. E por adotar uma estratégia, eu quero dizer o tipo de cliente e ramo de carga fracionada que você pretende atuar.

A verdade é que fica difícil pensar em qualquer coisa sem antes conhecer a operação deste cliente. O ideal é atender o cliente com coletas e entregas, e ao entender exatamente como funciona a operação, pensar em como poderia agregar valor oferecendo o serviço de armazenagem. Você pode, por exemplo, querer atuar com distribuição fracionada de medicamentos, e para este fim é preciso ter um certo dimensionamento do local físico.

Com quantos clientes, laboratórios farmacêuticos, você pretende atuar?
Que tipo de layout será o mais adequado? Horizontal ou vertical?
Como será o fluxo de entrada e saída destes medicamentos do local de armazenagem?

Essas são apenas algumas dúvidas que você precisará responder, e tudo isso é fundamental para que você faça o dimensionamento correto.
Escolhendo o local correto para o espaço de armazenagem Outro ponto crucial é a escolha do local, que você irá alugar ou comprar, para servir de base para armazenagem dos produtos a serem distribuídos. Ao ter, pelo menos uma noção, do tamanho em m² do espaço que você irá precisar, chega a hora de olhar para as opções.

Por isso, eu separei algumas dicas importantes que você deve considerar:

Em distribuição de produtos, a localização importa bastante. Conseguir um aluguel barato, porém longe dos locais de entrega, pode fazer com que o valor gasto somente com combustível torne a escolha mais cara.
Procure espaços com pé direito mais alto, normalmente com 6 metros, pois eles permitem a entrada de um caminhão.
Outra vantagem de espaços mais altos é que você pode fazer armazenagem vertical, instalando racks.
Observe o piso deste imóvel, pois dependendo da estrutura não é possível transitar caminhões, ou mesmo instalar racks porta paletts.
Um ambiente com duas saídas pode ser bastante vantajoso para a sua operação, porque você pode criar um fluxo de entrada e saída de mercadorias que funcionará muito melhor do que ter que entrar e sair pela mesma porta.
Observe a região no entorno, dar uma boa impressão ao seu cliente, caso ele te visite, pode ser a diferença entre você ser contratado ou não.

QUANTO CUSTA MONTAR UMA OPERAÇÃO DE ARMAZENAGEM ?

Acompanhe em nosso próximo post a sequência desse assunto. Não perca!!

 

Fonte: frete com lucro

Loading…

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *