Comércio eletrônico cria oportunidades e desafios no setor de logística

Postado por
Logística

O aquecimento do comércio eletrônico traz novas oportunidades e desafios ao setor de logística. Enquanto redes de aplicativos, sites e-commerces e marketplaces ampliam a capacidade de venda e aproveitam a tímida ascensão do mercado, empresas de logística ”pegam carona” neste cenário e investem em contratação de mão de obra, infraestrutura e novas tecnologias que visam a qualidade e a agilidade na prestação dos serviços.

Quem sai ganhando são os profissionais autônomos.

Atualmente, aplicativos de serviços como o Uber, 99, iFood, e Rappi, empregam 3,8 milhões de brasileiros. Este número representa 17% dos 23,8 milhões de trabalhadores nessa condição. Os dados são da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (Pnad), do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), no trimestre até fevereiro. Ainda conforme o IBGE, dos 10 setores da economia, o único que gerou emprego no trimestre encerrado em fevereiro, foi o setor de transportes, armazenagem e correio, atingindo 133 mil postos de trabalho na área.

E a estimativa é de que ambos os mercados continuem aquecidos. Conforme a Associação Brasileira de Comércio Eletrônico (ABComm), em 2019 o segmento deve crescer 16% em relação ao ano anterior. Caso a estimativa se cumpra, seria o maior avanço anual registrado desde 2015, representando um montante de R$ 79,9 bilhões.

Essa projeção indica ainda, um total de 265 milhões de pedidos efetuados por 87 mil empresas, até o fim do ano. Oportunidade tanto para quem quer abrir um negócio no setor logístico, quanto para quem quer prestar o serviços de delivery.

Desafios do mercado logístico

Dentre os principais desafios das empresas de logística, estão a garantia de que as mercadorias cheguem em perfeito estado e em menor tempo em seu destino.

Apresentar propostas logísticas que fogem do convencional também pode ser uma maneira de  sair na frente e se destacar no mercado, como é o caso da Ecobike Courier, rede de entregas sustentáveis, que oferece um serviço com zero emissão de poluentes.

Utilizando bikes em suas operações logísticas, a Ecobike Courier já evitou a emissão de cerca de 20 toneladas de gás carbônico na atmosfera. Além disso, promove a saúde, melhorias no trânsito e um meio ambiente mais equilibrado.

Tecnologia e Inovação

Além da sustentabilidade, apostar em inovação  também é necessário para quem trabalha com logística. Sistemas operacionais e softwares que otimizem rotas, rastreiem encomendas e auxiliem na segurança e prevenção de ocorrências, são bem vindos.

Por isso, a EcoBike Courier irá lançar nos próximos meses, seu novo aplicativo, visando otimizar o autoatendimento e as chamadas por novas corridas. Com apenas alguns cliques, os usuários conseguirão agendar suas coletas e entregas, e as empresas poderão contar com um sistema de logística personalizado, com dados precisos de suas entregas.

 

Fonte: Exame
https://exame.abril.com.br/negocios/dino/aquecimento-do-comercio-eletronico-traz-novas-oportunidades-e-desafios-ao-setor-de-logistica/

Em atual expansão por todo o Brasil, a empresa  já conta com diversos “bikers” cadastrados, atendendo a franquias nos estados de São Paulo, Paraná, Santa Catarina, Distrito Federal, Rio de Janeiro e Bahia. Agora, a expectativa é apostar em tecnologias móveis e aplicativos que visam melhorar a qualidade dos serviços, tanto para os bikers quanto aos clientes.

Carregando…

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *