Postado por
Armazenagem

Gerir uma empresa envolve uma série de processos. Muitos associam a logística apenas aos transportes, porém, a área é responsável por planejar, executar e controlar grande parte desses processos. Um deles é o de armazenagem, em que se deve garantir um bom fluxo de materiais para que os gastos sejam reduzidos.

Os centros de distribuição, também conhecidos como CDs, são armazéns regionais que recebem cargas de seus fornecedores. Localizados em pontos estratégicos, visam maior qualidade no atendimento das necessidades do cliente. As cargas vêm consolidadas, são armazenadas e depois fracionadas. Em seguida, encaminhadas aos clientes (que podem ser pessoas físicas ou jurídicas).

Se deseja conhecer mais sobre as funções dos centros de distribuição, confira o artigo que preparamos para você!

Recebimento
Qualquer operação feita dentro do centro de distribuição começa com a etapa do recebimento. Nela, ocorre a descarga dos itens enviados pelo fornecedor e a conferência de quantidade e qualidade. Após a conferência, há a emissão de notas fiscais. É importante lançar esses novos dados no sistema para atualizar a situação do estoque. Esta função do centro de distribuição serve como base para todas as outras, portanto, deve ser realizada de forma correta.

Movimentação
Considerada uma das funções dos centros de distribuição mais complexas, consiste no transporte das mercadorias dentro dele. Pode ser da área de recebimento até a área de armazenagem ou a realocação de um produto já armazenado. Conta com custos de mão de obra, tempo e riscos de avarias. Envolve equipamentos como empilhadeiras e pallets, que têm impacto na eficiência e nos custos de operação do centro de distribuição.

Armazenagem
Caracteriza-se pelo estoque temporário dos produtos até que eles sejam vendidos. Isso implica em custos, mas um bom controle de estoque evita custos ainda maiores que poderiam ocorrer devido a gargalos entre oferta e demanda.

Esta etapa tem duração variável de acordo com a urgência de cada entrega. Existem algumas estratégias que podem facilitar e agilizar os passos seguintes, como a separação de itens por categorias. Sua área é composta por estruturas como drive-in, estantes, racks, cantilevers e porta-pallets.

Separação dos pedidos
Conhecido por picking, consiste na retirada dos produtos do armazenamento e na separação do mix de produtos correto. É extremamente importante se atentar a esta função do centro de distribuição para evitar a insatisfação dos clientes e futuras reclamações. Ela é a que mais consome custos operacionais, chegando a cerca de 60%. Por isso, é importante investir em táticas que agilizam esse processo, como endereçamentos lógicos, por exemplo.

Expedição
Essa é a última etapa, em que há a verificação das mercadorias anteriormente separadas. Para ajudar nesse processo, pode-se utilizar alguns equipamentos como o leitor de código de barras. Após isso, é feita a pesagem das cargas, a validação dos pedidos e a emissão dos documentos necessários. 

Layout
O layout não é uma função do centro de distribuição, porém é uma variável que possui grande influência no desempenho dessas funções. Ele é, basicamente, a forma como o centro de distribuição está estruturado. Para que seja eficiente, deve levar em conta todas as necessidades operacionais do CD, bem como os aspectos das instalações físicas, dos equipamentos, produtos e serviços. Ou seja, o layout ideal varia muito de empresa para empresa.

O centro de distribuição é essencial para o bom andamento da logística. Cada uma das etapas que ocorrem dentro dele são fundamentais para o ciclo de entrega de pedidos e permitem melhorias no nível do serviço prestado ao cliente. Um CD bem gerido precisa ser bem conhecido e, assim, ele se torna cada vez mais eficaz e eficiente, trazendo diversas vantagens econômicas para a sua empresa.

Gostou do artigo sobre centros de distribuição? Assine nossa newsletter e fique sempre atualizado sobre os principais assuntos relacionados à gestão empresarial!

Fonte: ARMlogistica