Postado por
Logística

Para quem busca um emprego no setor de logística em Curitiba, nunca houve um momento melhor para começar a procurar. De gerentes de operações a motoristas de caminhões, operadores de guindastes a supervisores de depósitos, o número de vagas no setor está crescendo a um número sem precedentes – quase o dobro do número de candidatos qualificados para preencher os cargos.

A economia brasileira sofreu uma queda em 2015 e 2016 devido à dependência excessiva de commodities, altos custos operacionais, alta inflação e baixa produtividade. No entanto, de acordo com uma pesquisa recente do Indeed, site número 1 de empregos no mundo, a necessidade de talentos no setor de logística do Brasil apresenta uma alta significativa, com o número de anúncios crescendo 25% no último ano, enquanto o número de pessoas interessadas nas vagas de emprego cresceu apenas 14% no mesmo período.

Como o número de vagas disponíveis crescendo constantemente, pela primeira vez desde janeiro de 2016 quando o Indeed começou a acompanhar o setor no Brasil, o número de vagas está próximo a exceder o número de pessoas qualificadas para preenchê-las que pesquisam no site.

“O setor de logística, sem dúvida, se recuperou da crise econômica, mas o que estamos vendo agora é que em breve podemos ver uma falta de talentos suficientes para a alta demanda do setor”, disse Felipe Calbucci, Country Manager do Indeed no Brasil. “Há mais de um ano, para cada 100 candidatos a emprego no setor de logística, havia apenas 84 vagas. Em junho deste ano, esse número subiu para 99 vagas por 100 pessoas pesquisando, e esperamos que esses números continuem crescendo”.

São Paulo é de longe a cidade com mais empregos (12% de todos os anúncios na área) e com a maioria dos candidatos (13% de todos os cliques). Curitiba aparece em segundo lugar, com 4.17% das vagas abertas em logística em todo o país.

Top 10 cidades brasileiras com demanda no setor de logística

RankCidade% de vagas abertas em logística% de cliques nas vagas em logística
1 São Paulo           12.11%13.03%
2Curitiba4.17%5.35%
3Belo Horizonte3.45%4.30%
4Rio de Janeiro3.35%5.27%
5Porto Alegre3.27%2.41%
6Uberlândia2.62%5.57%
7Joinville1.76%0.84%
8Fortaleza1.63%2.63%
9Campinas1.62%1.66%
10Florianópolis1.46%1.08%

Fonte: Mundo logístico