As principais Rodovias do Brasil

Postado por
Transporte

O Brasil é um país de dimensões continentais e apesar de ter uma costa marítima e uma bacia hidrográfica perfeitamente navegáveis, elas são muito pouco exploradas para a logística. Historicamente, o transporte rodoviário sempre foi dominante, com reduzidos investimentos às modalidades ferroviária e fluvial.

Estima-se que mais de 60% das cargas sejam transportadas pela via rodoviária. O Brasil tem a quarta maior rede de estradas e rodovias do mundo, em quase 1,8 milhões de quilômetros de extensão. A frota de caminhões e ônibus é estimada em cerca de 40 milhões de veículos.

Assim, tem-se a conjuntura de dominância do transporte rodoviário com as principais rotas logísticas do país. Confira abaixo uma lista com as informações sobre as principais rodovias do Brasil e suas características, bem como os tipos de produtos que são transportados. Continue a leitura!

BR-116
A BR-116 é considerada a principal rodovia do Brasil e também é a maior totalmente pavimentada do país. Ela corta o litoral brasileiro, do Nordeste ao Sul, iniciando-se em Fortaleza (CE) e finalizando em Jaguarão (RS) — fronteira com o Uruguai.

Essa rodovia longitudinal possui uma extensão de, aproximadamente, 4.500 quilômetros, e corta 10 estados: Ceará, Paraíba, Pernambuco, Bahia, Minas Gerais, Rio de Janeiro, São Paulo, Paraná, Santa Catarina e Rio Grande do Sul.

Nomes populares
Via Serrana: trecho entre as cidades de Jaguarão (RS) e Curitiba (PR);
Régis Bittencourt: trecho entre Curitiba e São Paulo;
Presidente Dutra: trecho entre São Paulo e Rio de Janeiro;
Rio-Teresópolis: trecho entre Rio de Janeiro, Teresópolis e Além Paraíba;
Rio-Bahia: trecho que passa pelo território de Minas Gerais;
Santos Dumont: trecho entre Fortaleza e Rio de Janeiro, no entroncamento com a BR-040.
Privatizações
CCR Nova Dutra: trecho da Rodovia Presidente Dutra, em São Paulo;
CRT: trecho entre Duque de Caxias e Sapucaia;
Autopista Régis Bittencourt: trecho de São Paulo a Curitiba;
Via Bahia: trecho de Feira de Santana a divisa com Minas Gerais;
Autopista Planalto Sul: trecho entre Curitiba (PR) até a divisa de Santa Catarina com o Rio Grande do Sul.
Principais produtos transportados
Soja, milho, feijão, aves e suínos.

BR-101
Também corta o país de forma longitudinal, do Nordeste ao Sul, iniciando em Touros (RN) e finalizando em São José do Norte (RS). Possui uma extensão de 4.772,4 quilômetros.

Construída pelo Exército Brasileiro, a rodovia mais extensa do Brasil passa por 12 estados: Rio Grande do Norte, Paraíba, Pernambuco, Alagoas, Sergipe, Bahia, Espírito Santo, Rio de Janeiro, São Paulo, Paraná, Santa Catarina e Rio Grande do Sul.

Nomes populares
Rodovia Translitorânea;
Rodovia Governador Mário Covas (nome oficial em toda a extensão);
Rodovia Rio-Santos: trecho do Rio de Janeiro a Santos;
Presidente Nilo Peçanha: no estado do Rio de Janeiro.
Privatizações
Autopista Litoral Sul: alguns trechos no Paraná e Santa Catarina;
Eco101: trecho da divisa entre o Rio de Janeiro e o Espírito Santo até a Bahia;
Ecoponte: Ponte Rio-Niterói;
Autopista Fluminense: trecho entre Niterói e a divisa com o Espírito Santo.
Principais produtos transportados
Industrializados de origem animal, químicos, celulose, grãos, aves e suínos.

BR-381
A BR-381, uma das principais rodovias do Brasil, possui uma extensão de, aproximadamente, 1.200 quilômetros, iniciando em São Mateus (ES) — no entroncamento com a BR-101 — e finalizando em São Paulo (SP) — no entroncamento com a BR-116.

Atravessa os estados de São Paulo, Minas Gerais e Espírito Santo.

Nomes populares
Rodovia Fernão Dias: trecho entre Contagem (MG) a São Paulo;
Miguel Curry Carneiro: trecho entre São Mateus e Nova Venécia, no ES.
ES-381: dentro do estado do Espírito Santo.
Privatizações
Autopista Fernão Dias: trecho entre Contagem (MG) a Guarulhos (SP).
Principais produtos transportados
Industrializados e produção siderúrgica.

BR-040
A BR-040 é uma rodovia radial que se inicia em Brasília (DF) — no entroncamento com a BR-450 — e finaliza no Rio de Janeiro (RJ), na Rodoviária Novo Rio. Possui 1.178,7 quilômetros de extensão e atravessa o Distrito Federal, além dos estados de Goiás, Minas Gerais e Rio de Janeiro.

Nomes populares
Rodovia Presidente Juscelino Kubitschek: trecho entre Brasília (DF) e Petrópolis (RJ);
Rodovia Washington Luís: trecho entre Petrópolis (RJ) e Rio de Janeiro (RJ);
BR-135: trecho de Sete Lagoas (MG).
Privatizações
Via 040: trecho do Distrito Federal a Juiz de Fora;
Concer: trecho de Juiz de Fora ao Rio de Janeiro.
Principais produtos transportados
Derivados de parques siderúrgicos, carvão, eucalipto, móveis e industrializados.

BR-364
Possui cerca de 4.300 quilômetros de extensão, é uma rodovia diagonal que se inicia em Limeira (SP) — no km 153 da SP-330 — e vai até Rodrigues Alves (AC) — fronteira do Brasil com o Peru. Atravessa os estados de São Paulo, Minas Gerais, Goiás, Mato Grosso, Rondônia e Acre.

Nomes populares
Rodovia Marechal Rondom;
Rodovia Washington Luís (SP-310): em São Paulo, até o km 293;
Rodovia Brigadeiro Faria Lima (SP-326): São Paulo até a divisa com o estado de Minas Gerais;
Rodovia Chiquilito Erse: em Porto Velho (RO);
Rodovia Governador Edmundo Pinto: trecho entre Porto Velho (RO) e Rio Branco (AC).
Principais produtos transportados
Soja, milho, produtos de mineração e pecuária.

A importância de saber essas informações
Ter o conhecimento sobre a malha rodoviária do Brasil é essencial para otimizar o planejamento de rotas, considerando as características, restrições, cobranças de pedágio (que influenciam no valor do frete), entre outras coisas. Nesse sentido, é possível diminuir os custos referentes ao transporte de produtos.

Além disso, essas informações podem ajudar o gestor na hora de decidir sobre a localização ideal para os centros de distribuição, levando em consideração a capacidade de escoamento das cargas e a proximidade com os clientes — que são os principais fatores para a elaboração dessa estratégia, além dos aspectos tributários.

Saber quais são as principais rodovias do Brasil ajuda a melhorar o posicionamento da empresa, tanto em relação à proximidade com seus clientes finais, quanto na definição de estratégias de transporte, o que pode ajudar a aprimorar os prazos de entrega dos pedidos.

 

Fonte: Blog da logistica

#maxtonlogistica

Loading…

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *